Novembro Azul

Assim como o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, o câncer de próstata é o mais frequente entre os homens. Os dois tipos de câncer ficam atrás apenas do câncer de pele. Porém esse sempre foi um assunto delicado entre os homens, principalmente pelos métodos usados no exame, o preconceito e a falta de informação. 

O que é a próstata?

 

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), 

 

a próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso). A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual (BRASIL, 2022a, on-line).

 

Segundo o Ministério da Saúde, 

 

durante toda a vida, as células se multiplicam, substituindo as mais antigas por novas. Mas, em alguns casos, pode acontecer um crescimento descontrolado de células, formando tumores que podem ser benignos ou malignos (câncer). O câncer de próstata, na maioria dos casos, cresce de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida […]. Em outros casos, pode crescer rapidamente, se espalhar para outros órgãos e causar a morte (BRASIL, 2022b, on-line). 

 

Estatísticas

 

Em 2020, surgiram 65.840 novos casos de câncer de próstata, correspondendo a 29,2% dos tumores incidentes no sexo masculino (BRASIL, 2022b). 

 

Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) em parceria com a Bayer revelou que 49% dos homens acima dos 45 anos nunca realizaram o exame de toque prostático (INÍCIO, 2022). Esse dado é alarmante, levando em consideração que é um dos principais exames para o diagnóstico do câncer de próstata. 

 

Agravantes 

 

Para o INCA, além da condição genética, outros fatores podem aumentar os riscos de desenvolver a doença, e a idade é um deles (BRASIL, 20022a). A chance de o homem desenvolver câncer de próstata aumenta significativamente a partir dos 50 anos. Hábitos alimentares, estilo de vida pouco saudável, falta de uma rotina de exercícios e excesso de gordura corporal podem aumentar os riscos de se ter câncer (BRASIL, 2022b).

 

Além disso, a exposição às aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio), ao arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), aos produtos de petróleo, ao motor de escape de veículo, aos Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPA), à fuligem e às dioxinas está associada ao câncer de próstata.

 

Sintomas

Outro problema da doença é que seus sintomas são silenciosos na fase inicial. Muitos dos pacientes acabam não apresentando sintomas; quando apresentam, assemelham-se aos sintomas do crescimento benigno da próstata, como a dificuldade de urinar ou a necessidade de urinar mais vezes do que o habitual. Já na fase avançada, os sintomas são mais agressivos, podendo provocar dor óssea, sintomas urinários, infecção generalizada ou insuficiência renal (BRASIL, 2022b).

 

Exame/diagnóstico 

Os homens acima de 50 anos devem realizar o exame periodicamente. Já a avaliação dos homens com histórico de câncer de próstata em familiares de primeiro grau deve começar aos 40 anos. 

Exame do toque retal 

O exame de toque é feito de maneira rápida e simples, pelo urologista, em seu próprio consultório, com anestesia local em gel, durando cerca de 10 segundos.

 

Exame de PSA 

É um exame de sangue que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata — Antígeno Prostático Específico (PSA). 

Trata-se de uma proteína produzida pelo tecido da próstata, mas também pelas células cancerosas. Níveis altos dessa proteína podem significar câncer, assim como doenças benignas da próstata. Os valores sugeridos como referência variam ao longo da vida:

  • até os 49 anos, considera-se de 0 a 2,5 ng/ml como normal;
  • entre 50 e 59 anos, o limite sobe para até 3,5 ng/ml;
  • entre 60 e 69 anos, até 4,5 ng/ml;
  • entre 70 e 79 anos, até 6,5 ng/ml (CONHEÇA…, 2020, on-line).

 

Apesar dos altos índices de cura para um caso identificado em fase inicial, a realidade é que muitos homens, por conta do preconceito que envolve o exame, são diagnosticados quando a doença já está em estado mais avançado, o que leva a uma taxa alta de óbitos.

 

Tratamento 

O tratamento pode variar de acordo com cada caso, já que é possível o médico indicar radioterapia, cirurgia ou tratamento hormonal. Em caso da doença com metástase, o tratamento escolhido é a terapia hormonal. 

 

Referências

BRASIL. Instituto Nacional do Câncer – INCA. Câncer de próstata. Gov.br, 2022a. Disponível em: https://www.gov.br/inca/pt-br/assuntos/cancer/tipos/prostata. Acesso em: 25 nov. 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Câncer de próstata. Gov.br, [2022b]. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/c/cancer-de-prostata. Acesso em: 25 nov. 2022. 

CONHEÇA os exames para detectar câncer de próstata. Magscan, 2020. Disponível em: https://magscan.com.br/blog/conheca-os-exames-para-detectar-cancer-de-prostata/. Acesso em: 25 nov. 2022.

INCA — INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Câncer de próstata: vamos falar sobre isso? Rio de Janeiro: INCA, 2019. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//cartilha_cancer_prostata_nov2019_3areimp_2022_visualizacao.pdf. Acesso em: 25 nov. 2022.

INÍCIO. Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, [2022]. Disponível em: https://sbgg.org.br/. Acesso em: 25 nov. 2022. 

PRÓSTATA. Fundação do Câncer, [2022]. Disponível em: https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/tipos-de-cancer/prostata/. Acesso em: 1 nov. 2022.

SE cuide. Instituto Lado a Lado pela Vida, [c2020]. Disponível em: https://ladoaladopelavida.org.br/se-cuide/. Acesso em: 25 nov. 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *